quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Devemos ser felizes...

A maioria de nós passa a vida inteira poupando felicidade, tão preocupados em não morrer que acabamos por não viver. Passamos a vida como lagartas rastejantes por medo da metamorfose e do desconhecido; e assim apodrecemos sem termos tido um único momento como borboleta.      
Se temermos a morte é apenas por não termos vivido. Na verdade morrer sem ter vivido é o único pecado que existe.

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Paralelo no Universo

Quando falamos de universo logo vem à cabeça, planetas, estrelas, luz, meteoritos e bolinhas de papel.....no caso, falo do universo da sala de aula que tem luz, pequenas estrelas na Terra (meus alunos) e muitas bolinhas de papel......o paralelo aqui é feito para explicar que a chuva de meteoritos em sala de aula não nos leva a uma tomografia e mesmo que levasse só poderiamos faze-la uma vez por mês pois o ex-governador zébolinhaserra assinou uma lei que nos proibe de ter mais que uma falta média ao mês, isso, acedito eu, devido ao fato de que em nosso universo, meteoritos de bolinha não é prejudicial à saúde docente. Outro paralelo pode ser feito à concentração de pessoas ao redor de quem está em evidência, no caso do zébolinha, os reporteres aglomerados em um espaço sufocante procurando por informações, e no universo dos educadores, nossos alunos aglomerados em um espaço sufocante (devido a superlotação das salas), procurando respostas às perguntas não formuladas mas que estão lá.......Em meio a tantas rotações e translações fico atordoado não pelo meteoritos de papel,  mas pelas chuvas meteóricas de inverdades e arrogância do discurso elitista de ultra-direita reacionária que orbita esse profano planetóide e seu "indiota" satélite.